O que é Diabetes Mellitus? Saiba tudo sobre ela aqui

O que é Diabetes Mellitus?

Existem várias causas e tipo de diabetes. São distúrbios metabólicos que provocam alterações nos níveis de glicose na corrente sanguínea. A Diabetes Mellitus é o grupo das doenças mais comuns do mundo, e seu perigo vem aumentando com a má alimentação e a obesidade.

Na Diabetes Mellitus, existem diferentes tipo de diabetes. Elas têm causas e mecanismos diferentes para a desregulação da glicemia. Normalmente, a diabetes surge pela falta de produção da insulina ou pela incapacidade das células de reconhecerem sua presença. Em alguns casos, o paciente produz pouca insulina e ela também funciona mal.

Com o problema de produção ou funcionamento da insulina, a glicose acaba se acumulando no sangue. Quando o portador de diabetes se alimenta, a carga de glicose que ele recebe não é captada pelas células, mantendo a glicemia constantemente elevada. À longo prazo, essa hiperglicemia faz com que as artérias sofram lesões progressivas, que podem acabar resultando em complicações típicas da diabetes: problemas renais, cegueira, doenças cardiovasculares, gangrena e lesões neurológicas.

Diabetes Mellitus Tipo 1:

diabetes mellitus tipo 1

Nesse caso, a diabetes mellitus se caracteriza como uma doença autoimune. Nela existe um defeito no sistema imunológico, onde os próprios anticorpos da pessoa atacam o pâncreas, o órgão responsável pela produção de insulina.

A diabetes tipo 1 acomete cerca de 10% dos casos de diabetes mellitus. Frequentemente ocorre na juventude, entre os 4 e os 15 anos. No entanto, pessoas de 30 a 40 anos também podem apresentar a doença.

As causas estão normalmente envolvidas com o fator genético. Fatores ambientais podem contribuir para o início da doença, envolvendo infecções virais, contato com substâncias tóxicas, carência de vitamina D e exposição ao leite da vaca ou glúten nos primeiros meses de vida. Em alguns indivíduos, o sistema imunológico simplesmente começa a atacar o pâncreas, destruindo-o progressivamente.

Para tratar a diabetes tipo 1, a aplicação de insulina é necessária diariamente. Ela controla a glicemia e impede que o corpo sofra com as consequências causadas pela hiperglicemia no sangue. O diagnóstico é importante logo na juventude, para que as sequelas possam ser controladas.

Diabetes Mellitus Tipo 2:

diabetes mellitus tipo 2

Nesse tipo de diabetes, o principal problema está relacionado a uma resistência do organismo quanto à insulina produzida, o que acaba resultando em células que não conseguem captar a glicose que circula no sangue.

Sua ocorrência normalmente acontece em adultos que já sofrem de obesidade, sedentarismo ou que têm histórico familiar de diabetes. O excesso de peso e a diabetes do tipo 2 estão intrinsecamente relacionadas. Alguns portadores da doença, ao perder peso, podem até deixar de ser diabéticos. As pessoas que acumulam mais gordura na região abdominal correm um risco maior de desenvolver a doença.

Por vezes a diabetes do tipo 2 vêm acompanhada de hipertensão arterial e colesterol alto. Isso pode ser um grande fator de risco para o desenvolvimento de doenças cardiovasculares.

Outros fatores que podem levar ao desenvolvimento desse tipo de diabetes são:

  • Idade acima de 45 anos;
  • Histórico familiar;
  • Hipertensão arterial;
  • Histórico de diabetes gestacional;
  • Glicemia em jejum maior do que 100 mg/dl;
  • Colesterol elevado;
  • Ovário policístico;
  • Uso prolongado de medicamentos como corticoides, tacrolimo, ciclosporina ou ácido nicotínico;
  • Tabagismo;
  • Má alimentação.

O tratamento da diabetes tipo 2 é feito inicialmente com medicamentos orais. Eles estimulam a produção de insulina pelo pâncreas ou aumentar a sensibilidade das células à insulina já presente.

Quais os Sintomas de Diabetes Mellitus?

diabetes mellitus sintomas

Os sintomas da diabete mellitus são silenciosos. Por vezes, é difícil diagnosticar a doença pelos sinais. Ela também pode se manter assintomática por anos, e ser identificada quando já progrediu para as complicações da diabetes. Em alguns casos, os sintomas identificados são:

  • Aumento na concentração de açúcar no sangue, indicado por meio de exames;
  • Aumento de volume urinário;
  • Perda de peso;
  • Fome e sede exageradas;
  • Visão esfumaçada e turva;
  • Sonolência;
  • Náuseas;
  • Infecções frequentes.

Nos casos de portadores de diabetes tipo 1, os sintomas se apresentam de forma súbita. Por outro lado, na diabetes tipo 2, eles podem ser desenvolvidos mais lentamente.

Se não tratada da forma correta, a diabetes mellitus pode trazer muitas complicações para quem a porta. É comum que aconteçam alterações:

  • No coração, como ataques cardíacos;
  • Nos olhos, como perda da visão;
  • Nas pernas, apresentando fraquezas;
  • Nos rins, necessitando de hemodiálise;
  • Na pele, como feridas, úlceras e até amputações;
  • Nos nervos, ocasionando paralisia em alguns casos.

Fontes:

https://www.scielosp.org/scielo.php?pid=S0102-311X2003000700004&script=sci_arttext&tlng=pt

http://care.diabetesjournals.org/content/37/Supplement_1/S81.abstract

http://diabetes.diabetesjournals.org/content/28/12/1039.short

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *