Quantos Tipos de Diabetes existem? Conheça todos eles

Quais os Tipos de Diabetes que existem?

A diabetes tipo 1 é quando as células do pâncreas, órgão produtor do hormônio insulina, são atacadas pelo corpo. É uma doença autoimune, apresenta uma falha no sistema imunológico. Assim, a concentração de glicose no sangue aumenta, e a pessoa precisa aplicar insulina através de injeções. As causas podem estar relacionadas à genética. É mais comum entre crianças, adolescentes e jovens adultos.

A diabetes tipo 2 é mais comum entre adultos, com mais de 40 anos de idade. Os fatores de risco são o sobrepeso, sedentarismo e tabagismo. Está relacionada aos maus hábitos alimentares. Nela, o pâncreas produz quantidade insuficiente de insulina ou não consegue utilizá-la de forma correta.

A diabetes gestacional acontece durante a gestação. Costuma desaparecer após o parto. Porém, deixa as mulheres em fator de risco para desenvolverem diabetes tipo 2. A diabetes durante a gestação deve ser controlada, porque pode acabar trazendo riscos para o bebê. As mulheres que engravidaram acima do peso, tiveram gestações nas quais o bebê nasceu com mais de 5 kg ou que já tiveram diabetes gestacional têm mais chances de desenvolverem a doença.

Tipos de Diabetes: como saber?

tipos de diabetes como saber

Diabetes Tipo 1

É uma doença auto-imune, onde o corpo ataca as células do pâncreas, que assim deixam de produzir insulina. É comum em crianças e adolescentes. Os sintomas mais comuns são: boca seca, urina excessiva, muita fome e perda de peso. O tratamento envolve a aplicação de insulina diariamente.

Diabetes Tipo 2

As causas normalmente envolvem uma predisposição genética, além de estarem relacionada diretamente ao sobrepeso e à obesidade. A diabetes tipo 2 costuma acometer pessoas com mais de 40 anos, que já passaram por um prévio período de pré-diabetes. Os sintomas mais comuns são: perda de peso, urina excessiva, cansaço, fraqueza, alteração da cicatrização e visão turva. O tratamento para essa doença envolve o uso de antidiabéticos em comprimido e, em casos mais avançados, o uso de insulina.

Sintomas de Diabetes

tipos de diabetes sintomas

Os sintomas de diabetes tipo 2 podem passar despercebidos. Em alguns casos, a doença é assintomática até que já seja tarde demais. Os sinais de diabetes são:

  • Aumento da sede;
  • Boca constantemente seca;
  • Vontade frequente para urinar;
  • Cansaço frequente;
  • Visão turva e embaçada;
  • Feridas que demoram para cicatrizar;
  • Formigamento nos pés e nas mãos;
  • Infecções frequentes.

Ao apresentar algum dos sintomas, consulte um médico para confirmar o diagnóstico. O tratamento adequado deve ser iniciado o mais rápido possível, incluindo a alimentação balanceada, evitando o açúcar.

Sinais e Sintomas de Diabetes Tipo 1:

Quando o pâncreas não produz ou produz pouca insulina, o organismo não é capaz de utilizar o açúcar presente no sangue, fazendo com que ele permaneça lá. Assim é a diabetes tipo 1, uma doença crônica que não tem cura.

A diabetes tipo 1 costuma ser diagnosticada durante a infância. No entanto, algumas pessoas podem demorar até o início da idade adulta para identificar a doença. Os sintomas de diabetes tipo 1 são:

  • Vontade frequente de urinar, mesmo durante a noite;
  • Sensação de sede excessiva;
  • Fome em excesso;
  • Perda de peso;
  • Cansaço frequente;
  • Sonolência;
  • Coceira no corpo;
  • Infecções frequentes;
  • Irritabilidade e mudanças de humor repentinas.

Sintomas de Diabetes Gestacional:

Os sintomas são os mesmos da diabetes tipo 2:

  • Sede excessiva;
  • Boca seca;
  • Vontade constante de urinar.

Os sintomas podem surgir em qualquer fase da gravidez, mas mais comumente depois do terceiro trimestre. No entanto, a diabetes gestacional costuma passar despercebida, porque os sintomas se assemelham aos normais da gravidez. Por isso é tão importante o acompanhamento médico, realizando testes regularmente.

Mellitus x Insipidus: Como identificar?

diabetes insipidus

A diabetes insipidus é um distúrbio na síntese, na secreção ou na ação de um hormônio antidiurético chamado ADH. Ele é produzido no hipotálamo e atua nos rins, aumentando a retenção de água no corpo, a concentração de íons e elevando a pressão arterial. A doença pode ser adquirida por fatores genéticos ou uso de drogas e medicamentos. Os seus principais sintomas são sede excessiva e aumento na frequência da urina e da desidratação.

Apesar de terem características parecidas, a diabetes insipidus e a diabetes mellitus têm causas e tratamentos diferentes. Um é conhecida como “diabetes da água”, enquanto a outra é a “diabetes do açúcar”.

A diabetes mellitus tem dois tipos. Ambos levam a um aumento dos níveis de açúcar no sangue. O diagnóstico pode ser feito pela análise da urina ou da glicose sanguínea. Já a diabetes insipidus pode ocorrer em qualquer idade e também ter origem genética. O diagnóstico é feito pela análise da urina e do sangue e também por uma tomografia computadorizada e ressonância magnética. A perda de líquido de forma constante pode causar desidratação e perda de peso.

Fontes:

http://www.scielo.br/pdf/%0D/abem/v46n1/a04v46n1.pdf

http://www.uel.br/revistas/uel/index.php/seminabio/article/view/4344

https://www.spmi.pt/revista/vol07/ch6_v7n4a2000.pdf

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *